10 de agosto de 2022

Pinóquio Empreendimentos socorre incêndio no Calçadão, mas ajuda é recusada

Apesar da oferta solidária, o Corpo de Bombeiros, sem água suficiente, não quis o apoio, para não demonstrar insuficiência técnica, segundo pessoas que se encontravam no local.

0 540

A empresa Pinóquio Empreendimentos chegou junto hoje para ajudar a conter o fogo do incêndio ocorrido no Calçadão de Valença,  levando um carro pipa com milhares de litros de água.

Surpreendentemente, o suporte foi rejeitado pela equipe do Corpo de Bombeiros, mesmo após 2 horas de permanência do caminhão particular colocado à disposição em solidariedade ao empresário Ênio, amigo pessoal do filho de Pinóquio, Alcides Bulhões, que é advogado e Presidente da OAB – subseção Valença. Além de não querer o apoio, os bombeiros presentes ainda trataram mal o empresário que só queria contribuir voluntariamente.

A oferta de ajuda foi recebida como afronta pelos homens dos bombeiros, após todos os esforços se esgotarem para apagar as chamas porque a água do veículo oficial da corporação acabou. No cenário de gravidade, se havia algum tipo de despreparo, a lógica não era rejeitar o auxílio na hora do apuro.

O cidadão, que dispunha a estrutura extra para ajudar na emergência, acabou sendo destratado, apenas por ter boa intenção e a equipe demonstrou vaidade dos que estavam conduzindo a situação.

Até às 17 horas de hoje, a fumaça continuava se alastrando pelo centro comercial da cidade de Valença sem um controle efetivo. O temor é que outras lojas sejam afetadas pelo fogo.

Tal situação mostra o despreparo daqueles que, em momento de gerenciamento de crises, tem o dever de solucionar problemas e não cria-los.

O veículo branco mostrado nas fotos é de propriedade particular do senhor Pinóquio que demonstrou seu ato de solidariedade e função social.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.