22 de maio de 2024

30 de janeiro de 2024

O Rei está nu

Por Rosângela Góes (Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo é professora da Rede Estadual de Ensino da Bahia, graduada em Letras e especialista em Avaliação, escritora, membro da Academia de Letras do Recôncavo-ALER, e da Academia de Educação, Letras e Artes de Valença-AVELA).

 

O Rei é fissurado pelos súditos do cercadinho. Todo dia faz o mise en scene de roupa nova que enche de majestade o ar do Palácio. De vez em quando chama a Guarda imperial também para aumentar a claque e o barulho do seu desfile com novos trajes sobre o mesmo manequim.

Num episódio desses dias, um ancião do Conselho quis bajular o Rei e ligou para ele. Queria saber se Sua Majestade tinha gostado da façanha de ter intimidado o ministro do Supremo Conselho de Ministros – SCM. O Rei tinha sido insolentemente implicado por um desses ministros. Devia-se apurar a negligência real e omissão de socorro ao povo por ocasião de uma pandemia. Mas a claque do cercadinho e o barulho dos mercadores dos ativos reais num baile da Ilha Fiscal do Centrão e dos Templários, lá estavam, vigilantes para impedir tal afronta. De primeira, o tal ancião veio em socorro solidário, babando o microfone de gravação da majestosa voz real. O Rei não só aplaudiu o vassalo ancião, como mandou-o interferir no próprio Conselho de Anciãos, pedindo inclusão na peça investigatória dos chefes dos condados e dos ducados municipais para melar o jogo dos juízes.

Onde já se viu falar que Sua Majestade interfere nas demais instâncias de seu Reino ocupado que está com seus uniformes reais? O Conselho de Ministros que se atreva a acusá-lo de qualquer coisa, que vão ter o troco na mesma moeda.

De uma só tacada, o Rei havia tirado a roupa e esquecido que a porta estava aberta: interferiu nas duas instâncias de poder do Reino de uma vez só – o Conselho de Ministros e o Conselho de Anciãos. Depois, esfregava as mãos de satisfação por ter batido na mesa e feito seu Reino tremer. No dia seguinte, foi desfilar seus novos trajes de news fake, impecáveis, enquanto o Reino novamente assistia a seu carnaval diário de mortos na passarela; o Rei está nu. Completamente nu.

—————

Nesta coluna “Não é Bem Assim”, o leitor do Baixo Sul em Pauta encontra confrontos de ideias, debates, discussões, polêmicas e reflexões sobre temas importantes que estão em pauta. São vários pontos de vista para você formar a sua opinião. Personalidades de nossa região tem espaço para publicar artigos de sua autoria, com argumentos e posicionamentos que podem ajudar a compreender melhor alguns assuntos.

O que você vai ver por aqui: Vamos virar do avesso várias matérias que vemos publicadas por aí para que você possa se aprofundar na informação e saber que, por trás de algumas notícias, sempre podemos ver que “Não é bem assim”…

2 Comentários
  1. Os melhores cursos Diz

    Sou a Rafaela Barbosa, achei seu artigo excelente! Ele
    contém um conteúdo extremamente valioso. Parabéns
    pelo trabalho incrível! Nota 10.

    1. Redação Baixo Sul em Pauta Diz

      Obrigada por acompanhar nosso site!

Deixe uma resposta