17 de janeiro de 2022

O Rei está nu

Por Rosângela Góes (Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo é professora da Rede Estadual de Ensino da Bahia, graduada em Letras e especialista em Avaliação, escritora, membro da Academia de Letras do Recôncavo-ALER, e da Academia de Educação, Letras e Artes de Valença-AVELA).

0 93

O Rei é fissurado pelos súditos do cercadinho. Todo dia faz o mise en scene de roupa nova que enche de majestade o ar do Palácio. De vez em quando chama a Guarda imperial também para aumentar a claque e o barulho do seu desfile com novos trajes sobre o mesmo manequim.

Num episódio desses dias, um ancião do Conselho quis bajular o Rei e ligou para ele. Queria saber se Sua Majestade tinha gostado da façanha de ter intimidado o ministro do Supremo Conselho de Ministros – SCM. O Rei tinha sido insolentemente implicado por um desses ministros. Devia-se apurar a negligência real e omissão de socorro ao povo por ocasião de uma pandemia. Mas a claque do cercadinho e o barulho dos mercadores dos ativos reais num baile da Ilha Fiscal do Centrão e dos Templários, lá estavam, vigilantes para impedir tal afronta. De primeira, o tal ancião veio em socorro solidário, babando o microfone de gravação da majestosa voz real. O Rei não só aplaudiu o vassalo ancião, como mandou-o interferir no próprio Conselho de Anciãos, pedindo inclusão na peça investigatória
dos chefes dos condados e dos ducados municipais para melar o jogo dos juízes. Onde já se viu falar que Sua Majestade interfere nas demais instâncias de seu Reino ocupado que está com seus uniformes reais? O Conselho de Ministros que se atreva a acusá-lo de qualquer coisa, que vão ter o troco na mesma moeda.

De uma só tacada, o Rei havia tirado a roupa e esquecido que a porta estava aberta: interferiu nas duas instâncias de poder do Reino de uma vez só – o Conselho de Ministros e o Conselho de Anciãos. Depois, esfregava as mãos de satisfação por ter batido na mesa e feito seu Reino tremer. No dia seguinte, foi desfilar seus novos trajes de news fake, impecáveis, enquanto o Reino novamente assistia a seu carnaval diário de mortos na passarela; o Rei está nu. Completamente nu.

—————

Nesta coluna “Não é Bem Assim”, o leitor do Baixo Sul em Pauta encontra confrontos de ideias, debates, discussões, polêmicas e reflexões sobre temas importantes que estão em pauta. São vários pontos de vista para você formar a sua opinião. Personalidades de nossa região tem espaço para publicar artigos de sua autoria, com argumentos e posicionamentos que podem ajudar a compreender melhor alguns assuntos.

O que você vai ver por aqui: Vamos virar do avesso várias matérias que vemos publicadas por aí para que você possa se aprofundar na informação e saber que, por trás de algumas notícias, sempre podemos ver que “Não é bem assim”…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.