18 de abril de 2024

30 de janeiro de 2024

Valença MotoFest é cancelado frustrando expectativa de público interno e de fora

Hoje acontece o mesmo tipo de evento em Senhor do Bonfim, sem nenhum tipo de restrição, reunindo motociclistas de vários cantos do Brasil no município baiano.

 

Hoje está tendo MotoFest em Senhor do Bonfim, na Bahia, cidade que se submete ao mesmo decreto estadual em relação ao público nos eventos, mas aqui em Valença, a comissão do Covid achou por bem que não acontecesse devido às notícias de aumento de casos e ameaça da variante Ômicron.

Valença tem 10 casos ativos de Covid no dia de hoje, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Valença.

 

Na foto, o Bonfim MotoFest 2021 acontece em praça pública com acesso livre do público que pode apreciar o ronco dos motores, passear,  fotografar e consumir alimentos e bebidas no local, mas nos shows à noite, somente os motociclistas inscritos entrarão ao espaço do evento e também quem comprou as camisas.

Muitas crianças, adolescentes e famílias participam durante o dia do evento e, à noite, acontece a confraternização dos motociclistas e também de quem quiser curtir um som de qualidade.

Valença MotoFest cancelado 

Segundo os organizadores do Valença MotoFest, estava tudo certo até outro dia para colocar entre 500 e 800 motociclistas reunidos dentro de Valença. A estrutura de palco e som seria bancada pela Prefeitura e toda a mobilização e divulgação foi empenhada para acontecer na Orla.

O evento chegou a ser autorizado pela secretaria competente, devido ao cumprimento de todos os requisitos e atendimento das exigências, como a apresentação de um croqui com layout de como seria planejado o espaço, proposta, formato, público, etc.

 

 

De repente, uma surpresa: o MotoFest não poderia mais ser realizado na Avenida Maçônica como acertado entre a Associação de Motociclistas da Bahia – Regional Valença – e poder público, mas sim num espaço particular fechado, sob a alegação de necessidade de controle de público, mesmo sendo garantida a exigência de comprovação de vacina, sendo apresentada a organização das inscrições dos motociclistas, com delimitação dos presentes através de pulseiras para acesso aos shows. De acordo com Roque Vitoriano, isso foi uma imposição da Comissão Municipal de combate ao Covid, e as demais secretarias ficaram de mãos atadas sem se pronunciar para tentar reverter. Todas disseram que cumpriram seu papel e empreenderam esforços para que o evento fosse realizado, mas recuaram devido ao parecer referente à saúde.

Ademir Costa, Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico de Valença, disse na Rádio Valença FM que o Governo Jairo e Joailton reconhece a importância e o potencial de um evento como esse pra Valença, que a gestão tem plena consciência do movimento financeiro que traz divisas para a cidade, mas que o risco de contaminação pela aglomeração de pessoas impede a realização nos moldes que se pretendia, ao passo que houve a necessidade de readequar.

O secretário concordou com a decisão da saúde e avaliou que não teria a disciplina suficiente para conter a quantidade de público. Para ele, poderia ocorrer invasão em virtude de ser um show gratuito, mas se colocou à disposição pra conversar com a comissão e realinhar a configuração do evento.

Ocorre que o Decreto 20.907/2021, publicado no Diário Oficial da Bahia em 25 de novembro de 2021, autoriza em todo o território da Bahia a presença de público de até 5 mil pessoas em eventos. Na previsão dos organizadores, essa quantidade não seria, nem de perto, ultrapassada no Valença MotoFest.

A essa altura, o evento já estava numa etapa avançada de organização e os visitantes já preparados para viajar pra Valença nos dias 10,  11 e 12 de dezembro. Além disso, comerciantes da Orla já haviam patrocinado o evento que iria trazer movimento às barracas e restaurantes e aquecer a economia daquela área.

Diante do impasse, a Amo-BA Regional Valença chegou a peregrinar pelos espaços privados da cidade procurando negociar valores, já que teria que arcar com essa nova despesa, mas não obteve sucesso por causa dos altos preços de locação cobrados e a inadequação à ideia do MotoFest, que não separa os motociclistas de seus veículos, sendo estes uma das atrações do evento. O clube AABB já estava ocupado na data marcada. Outros pediram valores acima de 10 mil reais, o que inviabilizou a manutenção do evento.

No Programa Ligação Direta, Roque Vitoriano entrou no ar para ressaltar também a importância econômica do evento e agradecer a gestão o apoio apalavrado na estrutura, dizendo ser justo essa menção de que houve parceria inicial, mas que o retorno viria com os serviços de hotelaria e gastronomia para o município. Ele acrescentou que o fato de que a proibição da realização acontecer na orla foi determinante para a decisão final da organização, que mesmo tendo se comprometido a obedecer as restrições referentes a saúde pública, não obteve o aval. “Não adianta a gente fomentar a a economia se isso causar riscos à vida, mas em nenhum momento, no curso da organização, fomos alertados sobre isso.  Acreditamos que nosso evento não ocasionaria dano algum porque somos responsáveis. Preferimos cancelar porque não tem mais sentido fazer desta forma. Valença ainda está no calendário de dos encontros dos motociclistas devido a luta dos nossos associados para manter isso. Espero que a gente não perca isso”. 

No final das contas, por entender que o novo formato seria inviável e destoante do original, a AMO-BA Regional Valença cancelou o evento, lamentando pelos transtornos causados, emitindo uma nota de repúdio pelo ocorrido. Depois, divulgou um comunicado isentando as secretarias envolvidas no processo desde o início.

Diversas reservas em hotéis e pousadas foram canceladas e o que seria ganho para o município, se transformou em prejuízo, uma vez que os donos de estabelecimentos que seriam beneficiados com o público do evento, podem ter feito despesas contando com isso.

Cidades vizinhas a Valença já estão procurando a associação para “tomar” o evento para si, deixando a capital do Baixo Sul fora do calendário estadual.

O site Baixo Sul em Pauta anunciou o evento. Confira:

Vem aí o Valença MotoFest 2021

Movimento de irmandade entre apaixonados por motocicletas que promove troca de experiências entre membros de motoclubes e o público, acontece nos dias 10, 11 e 12 de dezembro.

Vem aí o Valença MotoFest 2021

Deixe uma resposta