12 de agosto de 2022

Dáttoli emite nota de esclarecimento sobre píer de Gamboa e Morro de São Paulo

A empresa criticou o texto divulgado pela Prefeitura de Cairu.

0 371

 

A Transportes Dáttoli divulgou um comunicado, nesta quinta-feira (07), a respeito do problema ocorrido com o píer que afundou no início da semana, lamentando a nota emitida pela Prefeitura de Cairu sobre o assunto.

A empresa explicou que não é a contratada para realizar as obras de revitalização nas Ilhas. Na verdade, a Dáttoli é a concessionária que administra os terminas de Boipeba, Morro de São Paulo e Gamboa.

O texto delimitou os papéis de cada um: a Dáttoli tendo a concessão pública para uso e administração dos terminais; a Edifica Construções de executar as obras de recuperação estrutural e providenciar a estrutura provisória durante o andamento dos serviços, e a Prefeitura de Cairu de fiscalizar e cobrar o cumprimento dos contratos.

O que mais chama atenção é que a empresa Edifica, quando o flutuante foi ao fundo, sendo ela a responsável pelo equipamento (alugado pela mesma), parece ter cruzado os braços.

Leia a nota na íntegra:

TRANSPORTES DÁTTOLI

Nota de esclarecimento sobre píer de Gamboa e Morro de São Paulo

“A empresa Transportes Dáttoli informa que detém a concessão de uso para ADMINISTRAR os Terminais de Gamboa, Morro de São Paulo e Boipeba, por ter vencido a licitação realizada pela Prefeitura de Cairu para este fim, inclusive já tendo cumprido a obrigação do aporte financeiro no valor de R$ 1 milhão a ser utilizado pela Prefeitura para realização das obras de recuperação estrutural.

Esclarece também que a REFORMA dos Terminais de Morro de São Paulo, Gamboa e Boipeba é de inteira responsabilidade de uma empresa que venceu outra licitação: a Edifica Construções.

A respeito do problema com o píer ocorrido no início desta semana, a Dáttoli ressalta que trata-se de um flutuante provisório alugado à empresa construtora que, por negligência, deixou afundar.

Ao tomar conhecimento da situação, a Dáttoli, mesmo não sendo a responsável pelo funcionamento desse píer [e sim a empresa Edifica], foi quem resolveu o problema: tomou imediatamente as providências para resgatar do fundo, fazer os reparos e reativar o equipamento, visando colaborar com a comunidade, garantindo o pronto restabelecimento do embarque e desembarque de passageiros.

Por fim, lamenta a nota divulgada pela Prefeitura de Cairu, que confunde a população e transfere responsabilidades”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.