17 de janeiro de 2022

Crianças e jovens apelam pela liberação do futevôlei ao prefeito de Cairu

Em protesto na praia com cartazes, jogadores mirins tentam chamar a atenção de Hildécio Meireles sobre, segundo eles, a incoerência entre a flexibilização para empresários e turistas e a proibição aos nativos de praticar o esporte em Morro de São Paulo.

0 42

 

A página do Instagram @futevoleimorrodesaopaulo fez uma publicação lamentando as restrições aos jogos de futevôlei nas areias de Morro de São Paulo imposta pela Prefeitura de Cairu.

Segurando cartazes, meninos e meninas moradores da ilha, vestidos com fardamento de treino, organizaram um movimento direcionado a Hildécio Meireles (DEM), prefeito  de Cairu, conclamando para que reveja as medidas impeditivas. O grupo comparou a proibição de praticar o esporte, meio de vida para uns e hábito saudável para outros, com a liberação de atividades de lazer e entretenimento voltadas ao turismo, além de bares, restaurantes lotados, e passeios que operam normalmente.

A manifestação buscou sensibilizar o gestor municipal a respeito dos decretos que, de acordo com a postagem, são rígidos para os moradores que querem ensinar ou praticar o esporte, e liberais para o empresariado e aos turistas.

No texto, a Escolinha disse ainda que entende a necessidade de tomar precauções para proteger a população, mas que não vê motivos para impedir o jogo, que tem cunho social e tem feito diferença na vida de parte da juventude de Morro de São Paulo.

As frases escritas nos cartazes continham apelos fortes como: “Esporte e Educação me tiram das ruas”; “Esporte é vida”; “Esporte é saúde”.

Num dos cartazes, a turma compara algumas atividades que estão liberadas no Morro e marca um X vermelho na palavra “Futevôlei”.

 

Em outro, eles escrevem: “Hildécio, jogue com a gente. Libere o esporte”, pedindo que o prefeito se coloque a favor do retorno das partidas.

A publicação recebeu inúmeros comentários de apoio a causa, a exemplo do transcrito abaixo:

“Não dá pra compreender o porque, diante de tantas coisas errôneas que ocorrem aqui, somente o futevôlei seja punido. Esse lugar é onde boa parte das crianças, jovens e adultos de MSP tem seu lazer e há pessoas que tem sua renda através do esporte. Ou somente os turistas que vem, que sequer usam máscaras, que não respeitam o distanciamento e as leis de restrição do município podem ter lazer? Estamos cansados de lidar com as consequências dos erros da gestão que não se empenha em enxergar o que realmente é um problema”. 

Nos vídeos, os jovens gritam: “Libere o Futevôlei!”

Veja a publicação:

https://www.instagram.com/p/CQwuORpjO4Q/?utm_medium=copy_link

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.