21 de janeiro de 2022

AUXÍLIO EMERGENCIAL: SAIBA COMO SERÁ A NOVA RODADA DE PAGAMENTO DO BENEFÍCIO

Entenda melhor as novas regras e as mudanças

0 156
Aplicativo Caixa Tem do auxílio emergencial

 

A nova rodada de pagamento do auxílio emergencial terá valores entre R$ 150,00 e R$ 375,00 e variam conforme o perfil do beneficiário. A medida Provisória aprovada prevê que a duração será de quatro meses e o Governo Federal anunciou que a liberação do dinheiro pela Caixa Econômica aos contemplados começa em abril, ainda sem datas divulgadas. Um cronograma deverá ser anunciado nos próximos dias, escalonado por letra inicial do primeiro nome, como foi em 2020. Enquanto isso, os usuários podem atualizar aplicativo, o que está sendo recomendado pela Caixa.

Criado para proteger os mais vulneráveis da crise econômica provocada pela pandemia de covid-19, o auxílio emergencial era de R$ 600 (chegando a pagar até R$ 1.200 para famílias chefiadas por mulheres) no ano passado; depois foi reduzido pela metade e interrompido em dezembro. Desde então a situação das famílias de baixa renda tem piorado e um novo modelo começou a ser formatado no Congresso Nacional e pelo Palácio do Planalto.

Votado e aprovado nas últimas semanas, o auxílio tem nova linha de pagamento: Casais vão receber R$ 250. Mulheres que sustentam individualmente suas famílias irão receber o valor de R$ 375 e pessoas que moram sozinhas irão receber o valor de R$ 150.

De acordo com as novas regras, somente as famílias com renda total de até três salários mínimos (R$ 3.300) por mês serão beneficiadas, desde que a renda per capta seja inferior a meio salário mínimo (R$ 550). Já os beneficiários do Programa Bolsa Família, seguem a mesma linha do ano passado: recebem o valor maior, seja do BF ou do auxílio.

Outro critério é que apenas quem recebeu auxílio no ano passado poderá receber em 2021, exceto quem não movimentou, teve o benefício cancelado por algum motivo ou tenha passado a trabalhar formalmente. Dessa forma, não haverá abertura de inscrições. Os que já estão cadastrados no Programa Bolsa Família ou na conta digital da Caixa devem atender aos critérios e novas regras, além de estar com o CPF regularizado.

Com todas as mudanças, o novo auxílio emergencial, além de pagar valores menores aos assistidos, também atingirá uma quantidade inferior que em 2020. Estima-se que mais de 22 milhões de pessoas ficarão de fora.  Anteriormente, foram 68 milhões de brasileiros atendidos. Agora, 45,6 milhões receberão de abril a julho, nessa nova rodada. Críticos às reduções tem dito que a média a ser paga com o novo auxílio não chega a 1/4 do valor da cesta básica e é insuficiente para a sobrevivência no cenário atual. Já Governo Federal argumenta que a queda de beneficiários e do valor das parcelas foi o número ajustado pela equipe econômica para conseguir tornar viável o retorno do pagamento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.