22 de maio de 2024

30 de janeiro de 2024

Após reclamações, Seinfra esclarece obra da BA-001

Serviços de recuperação no trecho Itacaré x Valença começaram em janeiro, mas ainda não contemplaram colocação de asfalto.

 

Nos últimos dias, muitos vídeos tem circulado com reclamações referentes as obras da BA 001, principalmente no trecho entre Valença e Camamu, onde o Governo do Estado tem feito pintura de faixas sem recapear o asfalto. Quem trafega pela estrada, ainda em estado de precariedade, estranhou o acendimento das faixas e a continuidade dos muitos buracos na pista.

Nos vídeos, cidadãos filmam os trabalhadores e alguns pontos da rodovia, reclamando que o Governo da Bahia estaria “retocando” a estrada sem a efetiva revitalização do pavimento danificado em quase toda a extensão. A acusação é de que a empresa contratada joga cascalho nos buracos, que logo abrem novamente.

Em relação a essa situação, a Secretaria de Infraestrutura da Bahia informou que está na fase inicial e que a primeira determinação que precisou ser cumprida, antes mesmo de iniciar a obra de recuperação, são providências emergenciais como a segurança viária e por isso estão sendo realizados serviços de manutenção, que incluem limpeza de faixa de domínio, poda de árvores e sinalização (pintura das faixas) para melhor visibilidade dos operários durante a obra e também de quem passa pela via estadual.

A previsão é de que os serviços de recuperação  sejam iniciados em agosto até chegar a entrada de Valença por Cajaíba com a colocação de asfalto novo e remarcação das faixas. A Seinfra esclarece que a obra não contempla apenas uma simples operação tapa-buracos – até porque não são apenas alguns pontos críticos – mas que haverá uma requalificação completa da estrada, deixando-a em perfeitas condições de trafegabilidade.

O projeto de recuperação dos 118 quilômetros da BA-001 entre Valença e Itacaré integra o Programa de Recuperação e Manutenção das Estradas Baianas (PREMAR) do Governo da Bahia e tem duração de 5 anos, sendo dois de recuperação e três de manutenção. O investimento é de aproximadamente 50 milhões de reais.

Alguns dos vídeos que circularam nas redes sociais: 

 

Deixe uma resposta