22 de abril de 2024

30 de janeiro de 2024

Agricultores familiares participam de atividade técnica de campo no Baixo Sul

Propriedades do município de Igrapiúna, contempladas pelo projeto Cacau Mais recebem suporte em convênio firmado entre Governo do Estado e Ciapra.

 

Nesta semana foram visitadas três propriedades rurais, no município de Igrapiúna, localizado no Baixo Sul, atendidas pelo projeto Cacau Mais, com o suporte de assistência técnica e extensão rural (Ater). O objetivo foi conhecer como está sendo executado o convênio firmado entre o Consórcio Intermunicipal do Mosaico das Apas do Baixo Sul (Ciapra) e a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), para a prestação do serviço de Ater, por meio da equipe técnica da Secretaria de Agricultura do Município de Igrapiúna.

A propriedade de Rosana Conceição Leite, agricultora familiar da Comunidade Quilombola Laranjeira, em Igrapiúna, foi uma das visitadas. Ela contou que espera crescer com as ações do Cacau Mais. “Eu espero que possamos crescer com o conhecimento, para fazer um trabalho cada vez melhor. Para mim, acrescenta muito e mudou nossa vida. Hoje, eu digo que não ajudo a meu marido, mas que trabalho com ele e estamos ensinando às nossas filhas e elas já tem noções básicas do que é colher cacau, e da adubação e já ajudam a gente”.

O projeto Cacau Mais é uma cooperação técnica entre o Consórcio Ciapra Território Baixo Sul e a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR). Este projeto busca a renovação de áreas de cacaueiros em decadência produtiva, em propriedades da agricultura familiar, com a aplicação de novas técnicas de manejo, visando aumentar a produtividade média. Em Igrapiúna, essas técnicas têm sido levadas pelos técnicos de Ater nas propriedades de agricultores familiares e já apresentam resultados favoráveis e de significativo aumento de produtividade.

“Eu espero o melhor possível, porque se a gente obedecer aos critérios técnicos, a gente só tem a avançar, porque nada vai perder. Quando a gente desobedece aos critérios técnicos, a gente paga um preço muito alto”, ressaltou  Martinho Conceição, agricultor familiar da Comunidade Quilombola Laranjeira, de Igrapiúna.

A equipe de visitação foi formada pelo superintendente da Bahiater/SDR, Lanns Almeida, os coordenadores técnicos da Bahiater/SDR, Luís de Lima Barbosa e Marcel Motta, o coordenador técnico do Projeto Cacau Mais da Secretaria de Agricultura de Igrapiúna, Joelson Virgínio Orrico Silva, representantes do Ciapra, e das prestadoras de Ater Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários (Unisol) e ECOBAHIA, entre outros. Municípios do Baixo Sul recebem ainda atendimento de Ater por meio de contato via Chamada Pública da Bahiater com a Unisol.

Joelson Virgínio Orrico Silva, coordenador Técnico do Projeto Cacau Mais, da Secretaria de Agricultura de Igrapiúna, falou sobre a expectativa desse trabalho realizado para 180 famílias. “A expectativa do Cacau Mais em Igrapiúna, a partir desse aporte financeiro do Governo do Estado com esse convênio, é ajudar nos insumos, que lá na frente vai dar condições ao produtor de melhorar sua produção, sua cultura e dar melhores condições de vida ao homem do campo. E abre perspectivas não só para os pais, mas para os jovens, filhos dos produtores do município”.

Fonte: SDR Bahia
Fotos de Luís Barbosa e Marcel Motta
Deixe uma resposta