17 de abril de 2024

30 de janeiro de 2024

Cairu: Leitor denuncia precariedade da ponte do Morro de São Paulo

Reforma é de responsabilidade da Prefeitura, que entregou equipamento como obra concluída.

 

 

Um leitor enviou um vídeo denunciando o estado da ponte do Morro de São Paulo, recém entregue como totalmente reformada pelo prefeito de Cairu, Hildécio Meireles.

Nas imagens, é possível ver a estrutura de alumínio se desprendendo numa das escadas. O vídeo circulou nas redes sociais e revelouuma falha que a gestão até então tinha conseguido camuflar.

A contratação de empresa de engenharia para executar o projeto de revitalização total e a ampliação da capacidade de embarque e desembarque de passageiros, é de responsabilidade da Prefeitura, que recebeu recursos da Dáttoli como contrapartida do contrato de concessão pública firmado em 2019.

Em entrevista ao Baixo Sul em Pauta publicada no ano passado, o proprietário da concessionária, Luís Dáttoli, explicou que o contrato de Cairu é diferente do de Valença. Enquanto em Cairu, a empresa é responsável pela manutenção e operação do embarque e desembarque; em Valença, o acordo envolveu desde a construção do novo terminal fluvial de passageiros, além da reforma do Atracadouro Bom Jardim, ficando a manutenção e gestão a cargo da concessionária. Ou seja, em Valença, a própria Dáttoli contratou uma empresa para construir o novo Terminal Hidroviário, que foi inaugurado em outubro de 2021.

No município-arquipélago, a Dáttoli entrou com o valor, depositando diretamente na conta da Prefeitura Municipal, que, por sua vez, tinha o papel de licitar a obra e firmar contrato com uma construtora para executar os serviços de reforma total no terminal de Morro de São Paulo, da Gamboa e também a construção de um novo cais em Boipeba.

No final de 2020, a ordem de serviço para a reforma da estrutura do terminal do Morro foi assinada pelo então prefeito Fernando Brito. A obra foi iniciada logo em seguida e continuou na gestão Hildécio.

Mesmo o contrato prevendo uma modernizada geral também na Gamboa e um novo equipamento em Boipeba, até agora a Prefeitura só iniciou a revitalização no terminal marítimo de Morro de São Paulo, mas ainda não concluiu a obra de acordo com o projeto. Segundo divulgação na imprensa, os recursos são oriundos de receitas próprias. Ou seja, provavelmente o dinheiro depositado pela Dáttoli ainda não foi utilizado e continua disponível em caixa.

Em janeiro, aconteceu uma cerimônia de inauguração com a presença do prefeito Hildécio Meireles e comitiva, além de representantes da Astram e da Capitania dos Portos da Bahia.

“Para encerrar esse dia lindo, entregamos oficialmente o terminal náutico de Morro de São Paulo, com a estrutura totalmente reformada, com nova iluminação e novo guarda-corpo…”, publicou o prefeito em seu perfil no Instagram no dia 17 de janeiro de 2022.

“Entregamos o terminal náutico de Morro de São Paulo, com toda a estrutura reformada e com iluminação em LED”, escreveu o Presidente da Câmara de Vereadores, Diego Meireles, em suas redes sociais, no dia 18 de janeiro deste ano.

Ocorre que, poucos meses após a solenidade que entregou a obra à população do terceiro maior destino turístico da Bahia, problemas começam a ser detectados.

Os usuários reclamam que, por baixo, a estrutura continua deteriorada pela maresia, pedaços de concreto caem constantemente, ferros estão retorcidos e alguns expostos, podendo ser um risco aos passageiros que utilizam o terminal.

Deixe uma resposta