10 de agosto de 2022

Lava do vulcão Cumbre Vieja chega ao mar

Vapor provoca uma nuvem de gases tóxicos que podem contaminar o ar devido ao resfriamento do material expelido.

0 30

 

Segundo anunciou o Instituto Vulcanológico das Canàrias (Involcan), a lava do vulcão Cumbre Vueja, localizado na ilha espanhola de La Palma, nas Ilhas Canárias, avançou e chegou ao Oceano Atlântico nesta terça-feira (28), após 9 dias de erupção.

A Espanha declarou a área como zona de desastre aonde mais de 600 imóveis já foram destruídos, além de 268 hectares de plantações e estradas que foram cobertas.

Mais de 6 mil de pessoas tiveram que sair do local e o decreto de calamidade deve liberar recursos na ordem de 66 milhões de reais para a reconstrução e reparação dos prejuízos às famílias atingidas.

Até o momento não há registro de mortos nem feridos em decorrência da atividade vulcânica. O local possui 83 mil habitantes.

As autoridades temem nuvens tóxicas devido a reação do contato da Rocha derretida pelo vulcão com a água salgada. São 1.000 graus centígrados que, no mar podem provocar explosões e ondas de água fervente.

A nuvem de cinzas chegou a 7 mil metros.

Apesar da ligação pelo oceano com o Brasil, a possibilidade de afetar a nossa costa ainda é muito remota de acordo com especialistas, que dizem que apenas se a chaminé do vulcão explodir de forma muito violenta a ponto de provocar um desmoronamento ou um colapso total das paredes sendo capaz de lançar centenas de toneladas de rochas no mar e gerar ondas gigantes.

Veja vídeos:

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.