10 de agosto de 2022

SEC lança projeto “Fanfarra Segura” pra fortalecer a arte musical nas escolas

O projeto destina recursos na ordem de R$ 1,8 milhão para a manutenção e higienização dos equipamentos musicais e mais cerca de R$ 4 milhões serão investidos na aquisição de 150 kits de fanfarras destinados às unidades escolares da rede estadual. 

0 48

 

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) lançou, nesta terça-feira (7), data em que se comemora a Independência do Brasil, o projeto “Fanfarra segura”. A iniciativa visa fortalecer a arte musical no currículo escolar e reconhece a importância das fanfarras escolares para a formação da juventude baiana.

O projeto disponibiliza recursos, via Fundo de Assistência Educacional (FAED), no montante de R$ 1,8 milhão para a manutenção e higienização dos equipamentos musicais. Mais cerca de R$ 4 milhões serão investidos  na aquisição de 150 kits de fanfarras destinados às unidades escolares da rede estadual.
O coordenador executivo de Programas e Projetos Estratégicos, Marcius Gomes, falou sobre o projeto. “É importante reconhecer o papel das fanfarras para a formação cidadã, cultural e artística dos nossos estudantes da rede estadual de ensino. Para além disso, um dos grandes desafios é identificar de que forma a prática das nossas fanfarras pode consolidar o currículo escolar como um espaço de conhecimento e de fortalecimento das aprendizagens. Sendo assim, o projeto ‘Fanfarra segura’ é essencial para o desenvolvimento das fanfarras escolares”.
As fanfarras escolares são uma das ações estratégicas da SEC, que visa contribuir para a efetivação da Lei n° 11.769/2008, como espaço e tempo de aprendizagens, através do ensino de instrumento individual e ou coletivo, das expressões artísticas, corporais, garantindo a permanência e a qualificando as aprendizagens. As fanfarras escolares fazem parte do calendário das comemorações cívicas da Bahia, não apenas no 7 de setembro mas, também, em outras festas comemorativas, a exemplo 2 de Julho, que marca a Independência da Bahia.

Fonte: Educação Bahia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.