21 de janeiro de 2022

Sindicato de Pescadores, Marisqueiras e Agricultores de Cairu distribui cestas básicas aos filiados

A entidade foi contemplada pela Conab através de um programa nacional do Ministério da Cidadania que visa minimizar os efeitos da crise decorrente da pandemia de Covid.

0 197

 

O Sindicato das Marisqueiras, Pescadores e Aquicultores Artesanais de Cairu (S-61) foi contemplado com cestas básicas pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

A Bahia Pesca ajudou na logística de transporte dos alimentos que chegaram da Unidade Armazenadora de Irecê a Cairu no dia 13 de julho, através de caminhões do Corpo de Bombeiros que descarregaram no município-arquipélago.

As entregas começaram hoje, dia 14, nas casas dos 58 Pescadores e Marisqueiras contemplados que tem cadastro ativo no sistema da SPA (Secretaria Nacional da Pesca e Aquicultura), vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Cada beneficado recebeu 2 cestas básicas contendo 21 quilos de gêneros alimentícios não-perecíveis, totalizando 42 quilos, entregues pela diretoria do Sindicato, que atua em Cairu há 6 anos.

As localidades para as quais os produtos se destinaram foram: Cairu-Sede, Tapuias, Boipeba, Garapuá e Batateira. A presidente da entidade, Elaine Nascimento, acompanhou a distribuição das cestas e registrou as entregas aos filiados.

“Gratidão a Deus por estar na linha de frente do Sindicato. Essas cestas chegaram no momento certo. Nossa classe sofrida e esquecida passa por uma fase muito difícil nessa pandemia e essa ajuda vai amenizar”, comemorou Elaine que destaca também a importância de manter a carteira regularizada e ativa para que os profissionais da pesca artesanal possam receber seus benefícios e ter seus direitos assegurados.

Colônia Z-55

A Colônia de Pescadores de Cairu (Z-55) também tem previsão de receber cestas básicas pelo mesmo programa do Ministério da Cidadania com a parceria da Conab e Bahia Pescana logística. Serão 3.302 cestas para que devem chegar em 06 de agosto de 2021, segundo o presidente Aurelino José dos Santos.

De acordo com os critérios, as entidades com menor número de associados cadastrados no RGP (Registro Geral da Pesca) tem prioridade na distribuição.

Na Bahia, mais de 100 mil cestas básicas já foram entregues a grupos indígenas, quilombolas e pescadores artesanais.

Ação Nacional – A ação de distribuição de alimentos é garantida por meio do Termo de Execução Descentralizada (TED) 08/2020, firmado entre Conab e Ministério da Cidadania, que visa minimizar os efeitos da crise econômica e social gerados em função da pandemia de Covid-19. Com os recursos investidos pelo Ministério, a Companhia adquire os produtos para formação das cestas, operacionaliza a montagem e guarda dos estoques, além de auxiliar na logística de distribuição.

As entregas na Bahia fazem parte de ação que ocorre por todo país e alcançam os estados do Amazonas, Amapá, Ceará, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins, além do Distrito Federal. Então sendo distribuídas 37 mil toneladas de alimentos, beneficiando 424 mil famílias em todo o Brasil.

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.