12 de agosto de 2022

Vacinas vencidas foram aplicadas em milhares de brasileiros, diz jornal

Cidades da Bahia estão entre os 1.532 municípios apontados como os que usaram doses comprometidas. Veja os lotes distribuídos e utilizados fora da validade e saiba como consultar se a dose recebida estava entre elas. A convocação para o "recall" das vacinas pelo Ministério da Saúde deve ser feita se a denúncia for confirmada.

0 151

 

Pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país, segundo matéria publicada pela Folha de São Paulo hoje.

Os dados constam de registros oficiais do Ministério da Saúde e a Bahia está incluída entre os Estados que aplicaram imunizantes fora da validade, o que significa que a pessoa que recebeu não está protegida e deverá tomar outra dose. Especialistas dizem que a dose fora do prazo não faz mal a quem recebeu, mas também não faz efeito e o esquema vacinal está comprometido.

De acordo com a reportagem da Folha, até o dia 19 de junho, os imunizantes com o prazo de validade expirado haviam sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros.

Além disso, outras 114 mil doses da vacina AstraZeneca que foram distribuídas a estados e municípios dentro do prazo de validade já expiraram. Não está claro se foram descartadas ou se continuam sendo aplicadas.

Em nota, o Ministério da Saúde informou “que acompanha rigorosamente todos os prazos de validade das vacinas Covid-19 recebidas e distribuídas” e que “as doses entregues para as centrais estaduais devem ser imediatamente enviadas aos municípios pelas gestões estaduais. Cabe aos gestores locais do SUS o armazenamento correto, acompanhamento da validade dos frascos e aplicação das doses, seguindo à risca as orientações do Ministério”.

O Ministério da Saúde diz ainda que “caso alguma vacina seja administrada após o vencimento, essa dose não deverá ser considerada válida, sendo recomendado um novo ciclo vacinal, respeitando um intervalo de 28 dias entre as doses. Além disso, o vacinado deverá ser acompanhado pela Secretaria de Saúde local”.

Os oito lotes que foram distribuídos com prazo de validade vencido estão no quadro abaixo, de acordo com o levantamento da Folha de São Paulo. Quem tomou AstraZeneca, pode consultar o cartão de vacinação e fazer a comparação:

O lote da vacina é uma informação que deve constar no comprovante de aplicação.

Logo após a publicação da matéria da Folha de São Paulo, ainda nesta sexta-feira, 2, a Secretaria Estadual de Saúde da Bahia rebateu dizendo que pode ter havido um erro no sistema do Ministério da Saúde. De acordo com a Sesab, o estado “não distribui vacinas com validade vencida ou com prazo de validade pequeno. Conforme explica a superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa), Rívia Barros, os imunizantes foram aplicados no prazo de validade, mas a notificação, ou seja, o registo no sistema do Ministério da Saúde ocorreu depois da data de vencimento da vacina”.

http://www.saude.ba.gov.br/2021/07/02/sesab-nega-aplicacao-de-vacinas-com-validade-vencida/

Clique para ler a matéria da Folha de São Paulo que disponibiliza a consulta dos Municípios que aplicaram vacinas vencidas:

https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2021/07/milhares-no-brasil-tomaram-vacina-vencida-contra-covid-veja-se-voce-e-um-deles.shtml

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.