CAIRU: Denúncia de abuso de poder

Leitor do Baixo Sul em Pauta diz que a gestão de Cairu persegue guardas ambientais por questões políticas.

5 819

 

Denúncia enviada ao Tribuna Aberta (Espaço do leitor no site Baixo Sul em Pauta) diz que o Prefeito de Cairu abriu processo administrativo disciplinar contra Guardas Ambientais Municipais que reivindicam melhores condições de trabalho.

Checamos a informação e constatamos que foi  publicado no diário oficial eletrônico do município de Cairu na última terça (08/06) o Decreto Municipal Nº 653 de 08 de junho de 2021 que instaura Processo Administrativo Disciplinar contra os Guardas Ambientais Municipais M.S.A., matrícula 39218; R.E.J., matrícula 38910; E.P.D., matrícula 23818; R.C.S., matrícula 39219 sob argumento de insubordinação grave em serviço, tipificada no o art. 137; inciso VI, do estado do servidor público municipal de Cairu.

Clique no link para ver:

2021_06_084852001311

De acordo com o leitor que enviou a reclamação à nossa redação, a abertura do Processo Administrativo Disciplinar foi requerida pelo Secretário de Desenvolvimento Sustentável, o Sr. Ivã Ferreira de Amorim como “represália” ao Termo de Ocorrência Nº 01/2021 lavrado pelos Guardas Ambientais que cobraram melhorias nas condições de trabalho e cumprimento da Lei Federal 13.022/2014 no que diz respeito ao fornecimento de carteira funcional para identificação dos agentes da Guarda Ambiental Municipal; uniforme; oferta de curso de capacitação específica para a guarda com matriz curricular compatível com suas atividades, bem como, a calibração dos aparelhos de medição sonora (decibelímetros) por laboratório credenciado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), plantões de 24 horas, pagamento de adicional noturno, periculosidade e hora extra.

Ainda segundo o leitor, tendo em vista que a Guarda Municipal de Cairu (categoria análoga) já usufrui todos esses direitos reivindicados pelos Guardas Ambientais, pode ficar caracterizado perseguição por parte do gestor municipal a categoria e grave descumprimento a Lei Federal 13.022/2014.

Por fim, na opinião do denunciante, o afastamento preventivo por 30 (trinta) dias dos 4 (quatro) guardas ambientais, dos 5 (cinco) atualmente em atividade, pode ser indicativo do início de um desmonte ao Sistema Municipal de Meio Ambiente (SISMUMA) e vim a contribuir para o aumento de crimes ambientais no arquipélago de Cairu, uma vez que esses servidores atuam diretamente na prevenção e repressão contra crimes e infrações ambientais, bem como, na proteção do patrimônio ambiental.

Procurada, a Prefeitura de Cairu nega que ação tenha sido motivada por perseguição e afirma que efetivará ações para atender as necessidades da categoria.

Veja a nota enviada:

“A Prefeitura de Cairu, visando promover o bem-estar público, definiu algumas medidas disciplinares para a prestação de serviços da Guarda Civil Municipal. Dentro dessas condições, ficou definido ainda a criação de cursos de capacitação e outras determinações para dotar a GCM de instrumentos técnicos para o bom exercício das funções de cada servidor, portanto, não existe “perseguição política” a qualquer indivíduo”.

====

TRIBUNA ABERTA 

Seja o nosso repórter!

Mande a sua denúncia sem precisar se identificar. Vamos checar a informação pra você. Seja o nosso repórter popular! Nos mande fotos, vídeos, reclamações e nos diga o que está acontecendo no local aonde você vive. Aqui, este espaço, você pode colocar em pauta as notícias de seu interesse e a nossa equipe vai acionar os responsáveis pela solução do problema. Vamos publicar matérias sobre os assuntos enviados por nossos leitores.

Traga a sua pauta:

Mande um e-mail: redacao@baixosulempauta.com.br

Ou zap: (75) 99876-7138

Ou envie um Direct para o Instagram @baixosulempauta

Ou um mensseger para o Facebook Baixo Sul em Pauta

Ou comente em uma de nossas matérias publicadas no Site.

Acesse:

www.baixosulempauta.com.br

5 Comments
  1. Agnaldo carregador says

    No dia do meio ambiente o prefeito Hildecio disse que acabaria com o lixão e 5 dias depois aparece essa notícia. Que contradição. Prefeitura de Cairu continua tentando manipular a secretaria de meio ambiente.
    Se o meio ambiente acabar o turismo acaba, e as pessoas que moram na ilha morrem de fome

  2. Perseguido says

    Esse Prefeito de Cairu é um ditador e perseguidor de servidores. Continuem na luta por seus direitos!

  3. Gerônimo Guia says

    O Secretário Ivã, que é ex cunhado do Prefeito Hildécio, está perseguindo esses trabalhadores que protejem nosso meio ambiente aqui em Morro de São Paulo.

  4. Agnaldo carregador says

    Absurdo! Que vergonha! Logo a secretaria de meio ambiente, o turismo vive do meio ambiente!

  5. Gil do morro says

    O prefeito hildecio nomeou para chefiar e assessorar a secretaria de meio ambiente, a filha (Karina Wense) do vereador Arthur Wense.
    Isso é nepotismo cruzado de 1° grau.

    Sr. Hildecio o senhor deve favores ao vereador? O intuito dessa nomeação seria aprovar seus gastos na prefeitura de Cairu? Ou seria manipular as ações da secretaria de meio ambiente?
    A população quer saber!

Leave A Reply

Your email address will not be published.