12 de agosto de 2022

STF determina quebra de sigilo do Ministro do Meio Ambiente e afastamento do Presidente do IBAMA

Ricardo Salles e presidente do IBAMA são alvos de operação que investiga exportação ilegal de madeira.

0 53

 

O Supremo Tribunal Federal determinou a quebra do sigilo bancário e fiscal do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o afastamento do presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Bim, do cargo. Ambos são alvo de operação da PF, que investiga exportação ilegal de madeira para os EUA e Europa.

35 mandados de busca estão sendo cumpridos pelo DF, Pará e São Paulo. Além das buscas, 10 agentes públicos de confiança no Ibama e no Ministério do Meio Ambiente foram afastados de seus cargos preventivamente.

O STF determinou também a suspensão imediata de um despacho de fevereiro de 2020 que pode ter resultado na exportação de 8 mil cargas ilegais de madeira.

Para a Polícia Federal, a suspeita é que exista uma quadrilha de devastação das florestas que beneficia madeireiros e envia madeira para outros países de forma clandestina.

A operação foi autorizada pelo Ministro do STF, Alexandre de Moraes.

A informação do G1 é de que o Ministro Ricardo Salles depõe agora pela manhã na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Veja os nomes dos que foram afastados dos cargos em órgãos ambientais federais:

  • Eduardo Bim
  • Leopoldo Penteado
  • Vagner Tadeu Matiota
  • Olimpio Ferreira Magalhães
  • João Pessoa Riograndense Moreira jr
  • Rafael Freire de Macedo
  • Leslie Nelson Jardim Tavares
  • Andre Heleno Azevedo Silveira
  • Arthur Valinoto Bastos, analista
  • Olivaldi Alves Azevedo Borges

A reportagem do Fantástico no último domingo  sobre a exploração ilegal de ouro em reservas indígenas denunciou uma suposta ligação de Ricardo Salles com um grupo criminoso conhecido como “Boi na Brasa”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.